As portas estão abertas
Abertura da Casa do Amor
por Prem Sadhvi

Trabalhando tantos anos, talvez uma vida toda, focada no autoconhecimento, na autotransformação e no aprofundamento espiritual, uma hora as expectativas de chegar a qualquer lugar começam a desaparecer. Apenas sobra um objetivo: se manter no caminho sem questionar aonde ele vai levar, porque já foi provado que a confirmação chega automaticamente quando me movo alinhada com o coração. A confiança foi acordada, a paciência se tornou primordial, já ficou claro que as coisas levam o seu tempo e que este tempo não tem nada ver com o tempo linear, especialmente quando se trata de empenhar um trabalho espiritual. Não porque quer fazer um trabalho espiritual mas porque é o que você tem que fazer, algo te leva nesta direção. Para isto todas as dúvidas precisam ser dissolvidas e quando não se espera mais nada, e apenas segue os comandos interiores sem se deixar desviar, de repente surge a percepção: acho que estou fazendo o que eu sempre queria fazer, estou no meu propósito.

Meu propósito se revelou em servir a uma proposta espiritual que é a “Casa do Amor”. Não fui eu quem criou esta proposta, ela foi concebida e ao longo dos anos veio se revelando enquanto eu me ocupava com o estudo de mim mesma. Podia perceber que cada vez que eu mudava, o trabalho também mudava. Uma hora percebi que isto nunca ia chegar a um fim. Já tinha perdido toda e qualquer esperança mas ao mesmo tempo ainda não estava pronta para assumir o que se tratava de um trabalho espiritual. No caso de um trabalho espiritual o "eu" perde o comando, ele precisa ser educado para obedecer aos comandos do coração, para ser leal, para abrir mão da autoria. É um processo e tanto.

O alicerce foi construído e a casa foi levantada, está pronta para ser usada. Está aqui à disposição.

A parte difícil é explicar do que se trata. Trazer um projeto para o mundo é como trazer um filho para o mundo. Ele sai de dentro de você mas ao mesmo tempo não é seu, não se sabe nada dele. Depois de nascer você começa a conhecer como ele é e como cuidar dele. É como eu vejo a “Casa do Amor”. Acontece que não fui eu quem fiz um projeto para que ele me servisse, ao contrário, o projeto veio para eu poder servir a ele. Por isto não tenho muito o que dizer a respeito. Talvez com o tempo posso contar mais. Por hora só posso disser que é um tipo de escola, uma escola que está sendo guiada pelo Amor. Sim, é bem misterioso, mas é assim que é. Com o início do ano astrológico veio a solicitação de anunciar a chegada da “Casa do Amor” e comunicar que ela está a disposição para quem está buscando companhia e guiança no caminho do autoconhecimento, da autotransformação e aprofundamento espiritual.

Como se tornar um aluno

A Casa do Amor está de portas abertas para os que estão no caminho do autoconhecimento, da autotransformação e em busca de aprofundamento espiritual. O ensino se dá em forma de um treinamento e para se tornar aluno é preciso realizar a inscrição e se comprometer com a colaboração mensal.